História

 

 

“Das cinco freguesia iniciais, o Município de Monchique perdeu duas delas no século XIX: a freguesia da Nª Sª da Assumpção do Verde, cuja extinção foi justificada pelo reduzido numero de fregueses, e a Mexilhoeira Grande, que ao cabo de várias tentativas seria integrada no concelho de Portimão em 1834.
A Mexilhoeira Grande é uma povoação bastante antiga, cuja origem poderá remontar ao prolongamento dos povoados do Neolítico e do Calcolítico de Monte Canelas e Alcalar.”
[…]
” A instituição da freguesia parece remontar o século XVI, altura em que foi edificada a actual igreja matriz. Por volta de 1446, já deveria ser uma povoação de certa importância pois, segundo o
cronista Gomes de Zurara, o Infante D. Henrique encontrava-se aqui nesta data.”
(A freguesia da Mexilhoeira Grande do Concelho de Monchique, 2006)

 

 

 

” Ao certo não sabemos a origem desta povoação já que os documentos escritos que a ela fazem referencia e que chegaram à nossa mão, perderam-se por volta do ano 1500, ano das descobertas, mas o seu passado é mais remoto: A freguesia foi habitada em 2500-1800 a.c. no sítio de Alcalar e segundo alguns investigadores teriam ali aparecido os primeiros Algarvios.”
(Mexilhoeira Grande – Monografia Etnografia)